Muito bom te ver aqui

9 de outubro de 2010

Liu Xiaobo Dissidente chinês vence o Prêmio Nobel da Paz 2010 e o novo Nelson Mandela




Um dissidente político chinês foi escolhido para receber o Prêmio Nobel da Paz. O governo da China protestou. E líderes mundiais voltaram a pedir a libertação dele.
Preso numa cadeia chinesa, o novo prêmio Nobel da Paz só deve saber da conquista neste sábado. A mulher dele só pode visitá-lo uma vez por mês durante uma hora, mas espera que as autoridades permitam que ela leve a notícia.

Com o apartamento cercado pela polícia, ela conseguiu dizer por telefone que os 20 anos de trabalho duro ganharam reconhecimento.

Ex-professor de Literatura, 54 anos, Liu Xiaobo começou a se tornar conhecido por defender a liberdade e a democracia, durante as manifestações da Praça da Paz Celestial em 1989, quando fez greve de fome.

Xiaobo passou em prisão domiciliar, três anos num campo de reeducação pelo trabalho.

O novo período na cadeia começou no fim do ano passado. Xiaobo foi condenado a 11 anos por ser um dos idealizadores de um abaixo-assinado que circulou na internet pedindo eleições livres na China.

A China reagiu de forma dura. Censurou as notícias sobre o Nobel na internet e a imprensa oficial ignorou o fato. O governo disse que o dissidente é um criminoso condenado e que dar o prêmio a ele vai contra os princípios do Nobel da Paz.

Fonte : G1

5 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

isso é tão triste... pobre homem, nem sabe que ganhou o prêmio!

pobre povo chinês, sem nenhuma liberdade de pensamento, feitos apenas para trabalhar, trabalhar e trabalhar.

bom feriado!

Suziley disse...

Pela história de vida de Liu, com certeza, ele merece o prêmio Nobel da Paz! Obrigada pela partilha da notícia Lídia. Um ótimo final de semana querida amiga, beijos ;)

Sonhadora disse...

Minha querida
Realmente é uma pena e uma vergonha, não saber que recebeu essa distinção.

Deixo um beijinho
Sonhadora

Daniel Savio disse...

Na verdade, não é crime discordar, mas sim achar que o dono da verdade...

Fique com Deus, menina Lidia Ferreira.
Um abraço.

Mauro S disse...

Oi Lidia, passando pra um alô e rápido, sei que foi um chinês o vencedor deste prêmio ímpar, mas de resto não acompanhei.
Beijos, Mauro