Muito bom te ver aqui

30 de março de 2011

Takipariu, é Froid, é dimatar, que merlim, que cheirinhu de imPunidade


O que você acha de um homem que tortura por meses uma crianças de 5 anos, e que a mantinha dentro da casa com as mãos e pés amarrados e deixada no chão por horas e dias suja de fezes e urina, e que dormia no closet, num colchonete sujo de fezes, e que o “tratamento desumano e degradante", teria deixado lesões físicas e psíquicas na menina.  
 (veja  a histiria completa )

E se eu te dissesse que esse homem era quem deveria proteja-la, pois era seu pai?
Você acha que esse Monstro, digo esse homem oferece perigo para a sociedade?
Se você, assim como eu respondeu sim, ficara abismada em saber que para o juiz  André Marins, da 3ª Vara Criminal do Rio, em sua decisão, disse que não há motivos para que o pai da menina continue privado de sua liberdade, visto que ele não representa ameaça à ordem pública, à aplicação da lei penal ou às testemunhas.

Essa menina só correu esse risco por causa de outra decisão judicial.
A decisão de entregar Joanna ao pai foi da juíza da 1ª Vara de Família de Nova Iguaçu, Claudia Nascimento Vieira. A guarda permaneceria com André até o próximo dia 26, sem direito a visitas da mãe. A medida foi referendada pelo Tribunal de Justiça. Laudos psicológicos teriam atestado que Joanna sofria da síndrome de alienação parental, supostamente em razão de a mãe tê-la afastado do pai.

Como diz a mãe: “Minha filha foi morta pela Justiça”
Não é a primeira vez que ficamos na mão de um Juiz, bastam ver as decisões dos Indultos onde muitas pessoas inocentes morreram e vão morrer, (além do indulto de natal, ano novo, páscoa, dias dos pais e das mães, agora temos o de carnaval).  
Não estamos só nas mãos dos bandidos agora temos que temer os Juízes, já que nada acontece quando um juiz comete um engano.

Outra pergunta: Porque os direitos humanos não ajudam essa mãe? Já que os Direitos de Joana foram desrespeitados tanto em vida como na morte.
Enquanto não fizerem leis mais duras (pena de morte ou prisão perpétua) direitos humanos para vítimas e REDUÇÃO DA MAIORIDADE, vamos continuar assistindo nossos jovens morrerem, prova disso são as mortes de estudantes que estamos vendo na TV.

 Saiba mais:
Globo, Ultimo segundo,







Ajude : ALERTA DAS ABELHAS - AJA AGORA! http://corderosachoque22.blogspot.com/2011/01/silenciosamente-ao-redor-do-mundo.html

12 comentários:

ASTROTERAPIA JUNGUIANA disse...

Olá Lidia, infelizmente isso é psicopatia. O que será que ele viveu na infância?
Difícil mesmo entender tudo, só Freud, Lacan e Jung para nos ajudar a analisar. Bjs Cy.

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Lídia! Essa é a injustiça que partiu da justiça. Afinal, estamos no Brasil.

Beijos e boa noite pra ti e para os teus.

Furtado.

Denise disse...

Sério, cada vez que eu leio sobre esse caso me dá vontade de vomitar... País de *$(*(#*($#@**#$*(@#**$(@*$@*(!!!

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Lidia
Como entender a justiça brasileira? Monstros estão soltos por aí, colocando-nos em risco, e com a conivência da in-justiça.
Bjux

Peristilo disse...

Mandou bem,querida! Disse tudo! Um cara que faz isso com a própria filha tem potencial pra fazer pior com qualquer um. Absurdo esse juiz não ver isso! E de qualquer forma o sujeito deveria pagar pelo que fez!
Parabéns pelo post e pela atitude de se revoltar! beijão!

Socorro Melo disse...

Oi, Lídia!

É chocante, e revoltante. Fico indignada com essas injustiças. Se o caso não toma proporções em que haja comoção pública, a tendência é a impunidade imperar.
Sabe Lídia, acho que Leis já temos demais, o que falta mesmo é o fiel cumprimento delas, porém, o código penal precisa ser revisto, com urgência.
Muito interessante as suas postagens sobre esses temas polêmicos, para que saibamos o que de fato acontece nos tribunais.

Beijos, amiga
Socorro Melo

Sandra Botelho disse...

Amiga que absurdo...Cada vez mais eu tremo de medo do futuro dos homens.beijos achocolatados

meus instantes e momentos disse...

è assim que o Brasil trata o brasileiro...
uma grande brincadeira de fazer justiça.
uma brincadeira que mata e faz sofrer.
Um absurdo.
Maurizio

✿ chica disse...

Absuros isso, inaceitável!Que coisa! beijos,lndo domingo,chica

Mauro S disse...

Oi amiga, pelo que escuto por aí, que leio, justiça não é uma palavra de apenas sete letras, pelo que os homens que a dirigem fazem, tem mais duas, e que digam o contrário.

E esta Campanha da Fraternidade veio na hora certa para concientizar a população brasileira, e acho que mundial (sobre o vídeo postado em meu blog).

Beijos.

Elaine Barnes disse...

Acompanhei todo esse caso através da Ana Maria Braga. É um psicopata esse pai e nunca mais deveria ser colocado na rua. representa um perigo.É desumano,dissimulado e cínico. Afi revoltante. Peço a deus que aquiete o coração da mãe e da família que perdeu essa criança tão pura. Montão de bjs e abraços

Claudia Balsabino disse...

Oi Lídia!!
Que bom que gostou do meu trabalho, fico feliz!
Eu vim retribuir a sua visitinha e também conhecer o seu cantinho e também adorei!
Obrigada pelo carinho e estarei sempre por aqui.
Um grande beijo!
Clau