Muito bom te ver aqui

4 de outubro de 2010

Era uma vez ... Ha ha ha ha haaaa Haaaaaa ( desculpe )

E Cor De Rosa Choque! por isso não provoque





Conto de fadas para mulheres do séc. 21 

Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa independente e cheia de auto-estima que, enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã.


Então, a rã pulou para o seu colo e disse: - Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Mas uma bruxa má lançou-me um encanto e eu transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir um lar feliz no teu lindo castelo. A minha mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre...

E então, naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria e pensava: - Nem fo...den...do!


FIM!!!(Luís Fernando Veríssimo)

Conto de fadas para mulheres do séc. 21
Era uma vez uma linda moça que perguntou a um lindo rapaz
- Você quer casar comigo?
Ele respondeu:
- NÃO!
E a moça viveu feliz para sempre, foi viajar, fez compras, conheceu muitos outros rapazes ,transou bastante, visitou muitos lugares, foi morar na praia, comprou outro carro, mobiliou sua casa, sempre estava sorrindo e de bom humor, nunca lhe faltava nada, bebia cerveja com as amigas sempre que estava com vontade e ninguém mandava nela.

O rapaz ficou barrigudo, careca, o pinto caiu, a bunda murchou, ficou sozinho e pobre, pois não se constrói nada sem uma MULHER.
FIM!!! (Luís Fernando Veríssimo)





modern_princesses_04









Eu ganhei esse texto  e-mail do amigo Chicuta do Blog As aventuras de Chicuta e Rabelo 

13 comentários:

Leticia disse...

Li,
concordo com todos em número, gênero e grau... são super antenadas com o antes só do que mal acompanhada.
Só vale a pena abrir mão da liberdade por algo massa... rss. E olha que sou muito bem casada.
Beijos
lelê

Leticia disse...

Li,
concordo com todos em número, gênero e grau... são super antenadas com o antes só do que mal acompanhada.
Só vale a pena abrir mão da liberdade por algo massa... rss. E olha que sou muito bem casada.
Beijos
lelê

Misturação - Ana Karla disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk

Lídia, ameiii!

Xeros

Ioly a dona do verdades... disse...

Menina, morri de rir.
Ganhei a noite.
É isso mesmo, podemos viver felizes para sempre sem eles.
bjk

Mahria disse...

Que contos MARAVILHOSOS rsrs
Que príncipes que nada, eles decididamente não existem e nós podemos ser felizes sem eles sim.


Lídia
Gosto de tudo o que você posta.
Você é uma mulher corajosa, divertida e com sede de justiça. Seus posts revelam isso, e eu gosto deles (os posts) e muito mais de você.


Bjs
Mah

Socorro Melo disse...

kkkkkkkkk

Adorei, Lídia!

Os príncipes viram sapos rapidamente... o melhor é pensar bem, antes de entrar no conto do vigário.

Beijos
Socorro Melo

Sheila disse...

Genial,hoje temos nas maõs tudo o que queremos para nos realizar,sem precisar depender de ninguém,no entanto se escolhermos acolher um sapo em nossa vida que seja um sapo do tipo mutável,e bem resolvido.Só assim viveremos o nosso conto do lago.Beijos.

Mauro S disse...

Oi Lídia, só respondendo o comentário, e do que lembro.
Vale voto de protesto sim, mas não votar em pessoas que teoricamente não farão muita coisa pelos nossos limites, e por serem analfabetos e sem grau de instrução não poderão arrumar a casa.
Lá eu pedi sim para me visitarem porque odeio esta forma de comentários onde as pessoas respondem no próprio blog sabendo que o outro tem um para ser visitado, ainda bem que aqui estão comentando no meu.
Não imaginas, mas estou com um sono daqueles, e se cair na cama agora, apago. Bjs.

Esporte e Cia disse...

Adorei a moto do lobo mau

Lidia Ferreira disse...

Acheiii otimo

Maria Lúcia disse...

Oi
E tadinho do príncipe.
Beijos...
Lúcia.

claudete disse...

É pra rir mesmo ...E chorar com quem ainda pretende ser mulher nos moldes de antigamente. Beijos no coração. Vou levar tua borboleta, amei, lindinha!

Daniel Savio disse...

Os contos de fada acaba sendo para ensinar algo, que acaba refletindo o senso de etica daquela época, pois você nem imagina quantas histórias sobre a Chapeuzinh Vermelho tem (e nem todas felizes)...

Fique com Deus, menina Lidia Ferreira.
Um abraço.