Muito bom te ver aqui

14 de agosto de 2010

O primeiro voo , parte I






Estou me sentido um pássaro que esta preste a ver seu filhote bater as asas e dar seu primeiro voo, sei que pode ser perigoso, que a muito perigo fora do ninho, mas como impedir?
Ele esta pronto, sua asas estão crescidas suficientes para aguentar a viagem, mas como impedir?

Não tem como! Isso seria contra a natureza e contra a tudo que acredito, uma destas coisas e que a gente cria o filho para o mundo, e nisso que tento me agarrar.


Meu filho mais velho esta indo em novembro para a Inglaterra, e a cada preparativo que ele finaliza meu coração dói, por incrível que pareça já estou com saudades e muitas preocupações na cabeça, sei que são preocupações bobas como, aonde ele vai comer? Será que ele vai se alimentar direito? E se acontecer dele ficar doente? E como ele vai fazer com a roupa? Será que ele será bem recebido?

Besteira eu sei, se ele me ouve disser tudo isso, ele vai logo dizer–Aiii mãe, eu sei me cuidar, não se preocupe! Ainda bem que guardo isso e não digo, pelo menos não diretamente.  
Eu sei que ele não e o único, que vai ser melhor para vida profissional... Bla, bla, bla.
Mas da licença? Sou uma mãe a moda antiga, quero meu filhote aqui comigo.

Mas no fundo estou orgulhosa e como uma mãe coruja, vou aproveitando o máximo a presença dele em casa, fazendo sua comida prediletas, dando muito carinho, não mostrando tanto a minha preocupação e assim tentado dar o apoio que ele precisa (mesmo me retorcendo por dentro).

PS- A saga continua . . .



14 comentários:

Suziley disse...

Hehehe...mãe é sempre assim mesmo Lidia!! Vai dar tudo certo para seu filho, parabéns!! Um grande beijo e um bom final de semana ;)

Daniel Savio disse...

Menina, só pode acreditar que fez o melhor trabalho com o teu filho e afirmar para ele que pode sempre retornar para ti...

Fique com Deus, menina Lígia Ferreira.
Um abraço.

♥ Vanda ♥ disse...

Eu desejo toda sorte do mundo ao seu filho!
Sossega coraçãozinho de mãe...Tudo vai dar certo ♥

Beijos amiga!

meus instantes e momentos disse...

mãe é sempre assim. Tem sempre um receio num voo mais alto que um filho dá. Mas a vida é isso , vc o criou para o mundo.
Bjs. e toda a sorte pra ele.
Maurizio

Pelos caminhos da vida. disse...

Ser mãe é padecer no paraiso.

Queremos que nossos filhos fiquem sempre ao nosso lado, mas sabemos que um dia eles irão voar.
O meu morou comigo até a um ano atrás, qdo decidiu voar, nossa fiquei só chorando, até hoje de falar fico com os olhos cheios de lágrimas, como Deus é pai, ele foi morar a uma quadra de casa, ufa...não é longe.

Que Deus ilumine, abençõe seu filho, a nova moradia dele, que ele progrida profissionalmente.

Um gde domingo pra vc e os seus.

beijooo.

Socorro Melo disse...

Oi, Lídia!

Há uma música, da Paula Toller, que ela fez para o filho Gabriel, quando ele saiu de casa para estudar fora, que retrata essa situação. Não lembro o nome da música, mas, a sensação, e a emoção, eram as mesmas que você está sentindo.
Sou mãe, e sei bem o que é isso. Vivo pensando no momento que chegar minha vez. Torço por meu filho, quero que ele alce vôo na vida, que conheça o mundo, mas, quando lembro que vai ficar distante, aiiiiiii, sei não.
Mas, pensemos positivo, e tudo ficará bem. Deus nos dará forças pra superar toda situação.

Beijos
Socorro Melo

Valéria Russo disse...

LIDIA QUERIDA...
sei o quanto é dificil cortar as amarras, mas se faz necessaário para o crescimento dele e sua evolução como mãe...
tudo dará certo e vc terá mandado um rapaz e ele voltará um homem.
nada como passar um tempo em outro país para evoluir, crescer e dar valor tb as coisas que sempre tivemos como corriqueiras...
vc verá que será um tempo doído mas assim mesmo muito feliz.

deixe que ele vá sem culpas e sabendo que poderá voltar a hora que quiser pois tem uma familia que o ama e o apoia..no mais ...
deixa o menino...kkkkk
amiga, força!!!!
que bom que recebeu o livro, tomara que goste.
tenha um domingo especial uma semana mais maravilhosa ainda.
bjuivos no seu coração.

ONG ALERTA disse...

Mãe sempre quer o melhor para seu filho, paz.
Beijo Lisette

Menina Robô disse...

Dizem que a maior vingança dos pais é quando os filhos se tornam pais.
Por isso que não falo nada, só que as vezes vcs mães chegam a nos sufocar com tanta preocupação... rs

Mães.. mães só mudam de endereço mesmo! =D

Beijos Saudosos, Ly!

Bloggirls disse...

Vai dar tudo certo amiga. Eles crescem e batem asas,mas, nunca ficam sem o olhar da coruja.rs... Montão de bjs eabraços
Elaine Barnes

Mariana disse...

é natural tu te sentires assim, daqui uns anos será eu...
apesar d saber q criamos os filhos para a vida, queremos sempre estar por perto, mas não é possível, até para o crescimento.
Sentirás saudades,e agradeça q vivemos no mundo q é possível se comunicar pela internet,telefone..
imagina tempos atrás q só era possível por carta, e esta vinha de navio. hehehe
Sucesso ao teu filho.é o q desejo

Pati Araújo disse...

Oi Lídia,

Sempre tento dar uma de mãe desapegada, mas no fundo sei que é disfarce...
Quando Lua foi passar férias em Buenos Aires, com minha irmã, senti muita falta dela, mas foi ótimo ela ter ido. Fiquei orgulhosa de mim mesma por ter deixado *rsrs*
Mãe é mãe, não tem ditado mais certo. Penso que é natural sentirmos tudo isso.
Parabéns pelo filho que vc tem, com certeza tudo já está dando certo, muito sucesso para ele.

Beijos e ótima semana! :]

Mauro S disse...

Oi Lidia, são preocupações de mães, todas são iguais, preocupadas com quem amam, e com razão, mas tudo dará certo.
Beijos, e boa tarde, Mauro

Andre Martin disse...

Afinal, a gente cria filho é pra eles ganharem o mundo, não é mesmo?
Bobagem pensar e querer que sejam extenções da gente...
Mas a gente sempre quer saber detalhes dos passos deles, ainda que saibamos que eles devem enfrentar seus próprios, e arcarem com suas conseqüências.
Nessas horas, a gente quer mais é que tenhamos sido competentes o suficiente e rezar para que sejam bem sucedidos!
Boa sorte ao vôo do passarinho!