Muito bom te ver aqui

23 de junho de 2010

A dor de uma Mãe


Acho que vocês notaram que eu demorei em postar, eu estava esperando meus sentimentos se acalmarem, pois esse caso da advogada Mercia que foi assassinada me deixou em choque, não só pela sua morte brutal, mas me identifiquei com sua Mãe a Sra. Janete, uma mulher Guerreira que acreditou ate o ultimo momento que sua filha estava viva
Sinto a dor desta mulher, não vou ser hipócrita em disser que sei o que ela esta sentindo e se Deus quiser nunca saberei, mas toda vez que a vejo sinto sua dor e o seu desespero de mãe, essa dor cause me impede de escrever esse texto, pois tenho que engolir o choro, fico muito emociona com tudo que se diz respeito a essa família.

Essa mulher mostrou no seu desespero o mais puro sentimento de mãe , gritou , bracejou, xingou amaldiçoou e em bom tom, não se importou que pudessem ate processá-la, uma verdadeira guerreira.
Sei que muitos não vão concordar, vão disser que perdoar e divino, mas não e assim que penso e pelo visto essa Mulher também não.
O que mais me dói e saber que esse Monstro só vai passar alguns anos na cadeia, e ainda se tiver bom comportamento algum juiz revoltado com a vida vai deixá-lo passar o natal com a família  
Basta ver o caso Pimenta Neves que vai completar cause uma década de impunidade, e olha que ele e réu confesso, mesmo assim esta livre, ou pior de todos os casos da Daniella Perez, hoje sua mãe e obrigada que ver o assassino da sua filha na TV, ou correr o risco de encontrar com Paula Thomas cúmplice do Guilherme de Pádua.

Será que nossos Juízes e Políticos não percebem que o que o povo quer e justiça
Queremos que os assassinos paguem por seus crimes com mais tempo de prisão e que não importe a posição social, temos que para de disser que prisão e só para pobre ou a Idade, matou? Cadeia, simples assim
Enquanto essas leis não mudarem, veremos ainda muitos casos assim, pois a certeza de impunidade e muito grande vai gerar mais crimes.




Não vou colocar o vídeo do desespero da Mãe da Mercia , vou deixar o link


"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a se desanimar da virtude, rir da honra e ter vergonha de ser honesto."
--Rui Barbosa


14 comentários:

Juliana Doerner disse...

Também fiquei impressionada com essa morte... Mãe é mãe, sempre acredita que o pior não chegou ao filho em uma situação assim...

Ps: Tem algo no meu blog pra vc...

Mil beijos...

Juliana Doerner disse...

Já estava esquecendo.. rs

Mudei visual e automaticamente o meu banner... se poder trocar... vou colocou no seu blog, é um que tem uma mulher com um sapato vermelho...

Bejos e obrigada...

Luciana P. disse...

Realmente, Lidia, foi uma coisa horrível o que aconteceu. não há dor que se cure num caso como esse. Terrível pra uma mãe.


Beijos!

Suziley disse...

É muito triste mesmo Lidia. Ficam as palavras, atualíssimas, de Rui Barbosa. Bom dia, beijos no seu coração ;)

Elaine Barnes disse...

É muito triste saber que esses inocentes não voltarão mais. Pra mãe é uma dor que não cessará nunca. A impunidade está aí,nossa justiça é muito falha e é claro,injusta. Montão de bjs e abraços

Mauro S disse...

Oi Lidia, há muito tempo que estamos inseguros.
A lei está velha, caducou junto com muitas pessoas que se baseiam neste código antigo que só expoe a vida alheia, criminosos se dão bem e quem quer viver uma vida honesta, treme, ninguém te protege, e quando a pessoa DE BEM quer se proteger políticos ou outros criam leis ABSURDAS que te deixam vulneráveis, é a realidade.
Desarmaram o cidadão de bem, mas não o bandido que cada vez mais mata mais e de todas as formas, e pergunto, E NÓS?
Sente-se protegida?
Hoje saí de manhã para caminhar, dez e pouco da manhã, com um bom sol, dia claro, mas volta e meia olhava para trás, quando saio pra caminhar, deixo os documentos em casa e levo um outro telefone, se vivessemos num país que desse segurança aos seus cidadãos, nada disso seria preciso, mas há dinheiro para outras coisas, mas não para proteger quem quer viver.
Sobre perdoar é difícil, ainda mais passando pelo que eles passaram, mas apesar de tudo, EU ACREDITO EM DEUS, só não acredito nos homens políticos que não te protegem nada.
Beijos, Mauro

Pelos caminhos da vida. disse...

Que dor dessa mãe.

beijooo.

Denise disse...

Nossa, esse caso mexeu bastante comigo.. Aquela cena do irmão agachado na represa em frente do corpo da irmã acabou com meu dia.. É revoltante isso, pois sabemos mesmo que se pegarem quem fez isso, ele ficará um pouco preso e pronto. Logo logo estará na rua.. Um absurdo.. A impunidade nesse país é endêmica, e infelizmente não vejo luz no fim do túnel. Só nos resta pedirmos proteção divina mesmo... :(

Janeisa Tomás disse...

Lídia, de fato, essa morte foi algo bárbaro, literalmente falando...até quando teremos que conviver com essas barbaridades e estes criminosos que amanhã ou depois andm soltos por aí, no meio de nós.
Bjs
Janeisa

Silvia C. Barbosa disse...

Oi Lídia...

Quando isso vai acabar? O que está acontecendo com o ser humano? Nem vou entrar em leis, mas, me refiro a conciência, coração, sabe? Quanta prepotência, o que pensamos que somos? Onde ficou o valor pela vida?

As pessoas tratam outras como propriedades. Que lei é essa que inventamos? Não é pra mim, não será de ninguém... Revoltante

Falta amor, pois isso pode ser tudo, menos amor. E onde fica a consideração pela família que um dia aceitou essa pessoa que vem e rouba o que temos de mais precioso??
Nunca saberei responder. Só cheguei a conclusão que tem muito louco solto por ai, disfarçado de gente de bem...

Beijos

Geisa Machado disse...

A dor de uma mãe que perde seu filho é quase insuportável. Nesse caso, então, nem tem o que dizer. Perdoar é divino? Só para os evoluidos, ou seja, pra ninguém que more no planeta Terra. Em algumas situações a ira é incontrolável e quem diz que perdoou precisa se rever, porque é praticamente impossível.
A justiça foi criada pelo homem e por isso (como em tudo o que o ser humano faz) é totalmente falha. Infelizmente acho que isso nunca vai ser corrigido. Portanto só nos resta ter "paciência para aceitar o que não pode ser mudado, coragem para mudar o que puder ser mudado e sabedoria para discenir entre um e outro".
Bjussss

Daniel Savio disse...

É algo complicado Ligia, pois as vezes acontece de ter ums monstros como estes em nossa vida...

Ai entra o nosso contato com Deus, acreditando que amanhã vai ser melhor.

Desculpa se eu não disse algo que faça sentido.

Fique com Deus, menina Ligia.
Um abraço.

Flávia Fayet disse...

Mais um crime daqueles revoltantes e parece sem solução! Que Deus ampare essa família... E vc minha amiga apareça no meu blog, anda sumida! Saudade dos nossos papos...Beijaooo

Maria Lúcia disse...

Oi
O triste é saber que não
da pra deixar filho sozinho,
temos que ser o guarda costa deles
pra ter paz e dormir tranquilo.
Fique com Deus.
Beijos...
Lúcia.